Jornalismo e Sociedade

13 de Janeiro até 31 de Março de 2020

 

Quinta, 14 de Setembro de 2017

 

Sexta, 25 de Novembro de 2016

 


Coordenador:

João Carlos Correia (Universidade da Beira Interior/Labcom)

e-mail: jcorreia@ubi.pt


Coordenadora-adjunta:

Inês Amaral (Universidade de Coimbra)

e-mail: inesamaral@gmail.com



Breve descrição do GT: O GT de Jornalismo e Sociedade da SOPCOM pretende agregar os associados desta sociedade científica que investiguem o Jornalismo em todas as suas dimensões.

Objetivos do GT: O GT de Jornalismo e Sociedade da SOPCOM tem por objectivos:
1) Contribuir para o aprofundamento e para a divulgação do conhecimento do Jornalismo; 
2) Promover sinergias e troca de saberes entre os investigadores deste campo.

Plano de Atividades (2014-2017):

1. Melhorar a comunicação entre os membros do GT através da criação de um grupo no Facebook;
2. Realizar encontros e/ou reuniões do GT, principalmente nos anos em que não se realizem congressos da SOPCOM;
3. Manter a revista científica on-line arbitrada do GT.

Actas do Congresso

Candidatura à coordenação

Caros Colegas, decidimos apresentar a nossa candidatura ao GT de Jornalismo e Sociedade da SOPCOM com a seguinte composição:


Coordenador: João Carlos Ferreira Correia

Coordenadora adjunta: Inês de Oliveira Castilho e Albuquerque Amaral


A reunião terá lugar dia 14 de Novembro, das 12h30 às 13h30, na Reitoria da Universidade da Madeira, sala 8.


João Carlos Correia é membro fundador da SOPCOM e dos GTs de Jornalismo e Sociedade e Comunicação e Política. Exerceu a sua atividade no domínio do GT de Comunicação e Política, como Coordenador, Vice-Coordenador.  É membro da Secção de Jornalismo da IAMCR, investigador do LabCom, Professor Associado da Universidade da Beira Interior e realizou a Agregação em Teoria da Notícia. Coordena a revista Estudos em Comunicação e desempenhou a sua atividade em projectos na área da investigação em Jornalismo Regional e de Proximidade.

Grau: Associado

Instituição: Universidade da Beira Interior

E-mail: jcorreia@ubi.pt

 

Inês Amaral é membro da SOPCOM e dos GTs de Jornalismo e Sociedade, Comunicação e Política e Comunicação e Educação. É Professora Associada da Universidade de Coimbra, onde coordena a Licenciatura em Jornalismo e Comunicação. É investigadora do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade. É membro da ECREA onde integra a secção “Journalism Studies”. Integra o Observatório do Ciberjornalismo e o Observatório Media, Informação e Literacia. Os seus interesses de investigação cruzam Jornalismo com Estudos de Género e Sociologia da Comunicação. Atualmente é investigadora do projeto "DecoDeM – (Des)Codificar Masculinidades: para uma melhor compreensão do papel dos media na construção de perceções de masculinidades em Portugal" (PTDC/COM-CSS/31740/2017).

Grau: Associado

Instituição:  Universidade de Coimbra

E-mail: ines.amaral@uc.pt

 

Desde a sua origem, o Grupo de Jornalismo e Sociedade destacou-se pelo seu empenho e capacidade de mobilização em torno de temas fundamentais que mobilizam saberes dos Estudos Jornalísticos e das Ciências Sociais. Hoje, o Jornalismo confronta-se com um percurso pautado por contornos indecisos e desafios que configuram a existência de elementos de crise e impactam algumas das suas configurações tradicionais.


Na continuidade do trabalho desenvolvido até hoje em diferentes áreas cobertas por este GT, os proponentes consideram que é importante aprofundar alguns eixos de pesquisa tais como:

 

- Identificar e recensear, em conjunto com associações profissionais, laboratórios e projectos de investigação, as condições de exercício da profissão de jornalista nas suas diversas vertentes (tecnológicas, formativas, laborais e de interação com públicos e audiências).

- Analisar, em colaboração com entidades atrás referidas, as alterações sociodemográficas na prática do jornalismo em Portugal bem como o seu respetivo impacto.

- Refletir, em colaboração com as instituições de ensino, sobre as ofertas formativas e o modo como estas se articulam com as alterações identificadas, nomeadamente refletindo sobre os saberes e competências da profissão.

- Empreender uma profunda reflexão de cariz ético e deontológico sobre os desafios colocados à produção jornalística;

- Estudar teórica e empiricamente os novos fenómenos de desinformação e manipulação noticiosas;

- Discutir questões de natureza legal e institucional que enquadrem o exercício da atividade jornalística;

- Aprofundar o conhecimento em torno do jornalismo regional, local, comunitário e de proximidade como área emergente;

- Contribuir para aprofundar a internacionalização da pesquisa jornalística em Portugal.

 

Para levar por diante estes eixos de pesquisa os subscritores da candidatura propõem:

a) Promoção de encontros em vários pontos do país com a colaboração dos Laboratórios, Unidades de Investigação e Projectos;

b) Manutenção e reforço da qualidade da Revista "Estudos em Jornalismo", nomeadamente promovendo a sua indexação em índices e bases de dados de referência;

c) Reforço da cooperação com entidades do sector, incluindo, entre outras,  Sindicato dos Jornalistas, Associação Portuguesa de Imprensa,  ERC, etc.;

d) Aprofundamento de relações com grupos de pesquisa internacionais congéneres.